NO AR
Gerais

‘Gatos’ de luz em 2017 dariam para abastecer Patos por 11 meses

11/01/2018 às 15:01

O furto de energia em 2017 representou uma perda de 128,5 GWh de energia somente no ano passado, quantidade que seria suficiente para abastecer, por 11 meses, o município de Patos. Atuando forte para combater a prática ilegal, a Energisa flagrou, de janeiro a dezembro, 12,6 mil unidades consumidoras cometendo a fraude em todo estado.

As ações de fiscalização levaram à prisão 62 pessoas, uma vez que o furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal, com pena de até oito anos de cadeia. De acordo com a Energisa, o prejuízo não é apenas da concessionária pois o Governo do Estado poderia ter arrecadado mais de R$ 23 milhões de ICMS em contas que teriam sido geradas se não houvessem os desvios. Além disso, todos os consumidores pagam a conta dos que cometem o crime já que parte do valor é repassado para a tarifa de energia.

Todos os gatos constatados no ano passado foram regularizados. Fabrício Sampaio, gerente do departamento de Combate a Perdas da Energisa, alertou sobre a gravidade dessa prática criminosa.

“O furto de energia é perigoso porque prejudica a rede em que o gato for colocado. Cada rede tem uma carga dimensionada e a qualidade do fornecimento fica prejudicada com as gambiarras. E os gatos ainda significam risco de incêndios e choques elétricos”, explicou.

 

Texto: Portal Correio 

Foto: Marcos Eugênio 

 

Comentários

Mais da Rádio Espinharas

Gerais

Aumenta procura por vacina contra Febre Amarela em Patos

Diante das orientações do Ministério da Saúde reforçando a atenção para quem vai viajar par...

Gerais

Enquete na Espinharas: Ouvintes desaprovam terceirização do Hospital de Patos

Depois da informação de que o governo do Estado divulgou na última sexta-feira, dia 12 de janeiro, no Diário Ofi...

Gerais

Jovem com transtornos mentais continua perambulando pelas ruas de Patos

O jovem Edivaldo de Jesus dos Santos, 22 anos, continua chamando a atenção da sociedade patoense. Desde 2016 que ele vaga pela...

© 2011 - 2018. Radio Espinharas - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: