NO AR
Gerais

Prática de provocar incêndio de forma proposital pode gerar cadeia. Rádio Espinharas debate o tema com ouvintes. Veja o vídeo

11/12/2018 às 16:12

O incêndio registrado na noite desta segunda-feira, 10 de dezembro, na Alça Sudeste, que causou transtorno a população, gerou muitos comentários nas redes sociais, e foi motivo de debate em algumas emissoras de rádio, como o foi o caso da Rádio Espinharas, que discutiu o problema com a sociedade.

Os ouvintes ligaram, atribuíram responsabilidades, mas também sugeriram solução para destinação dos restos de pontas de árvores, apontado como um dos vilões dos incêndios. O presidente do Grupo Independente de Análise e Ação Social Política de Patos – GIAASP, Luciano Dias, sugeriu a criação de locais onde as pessoas pudessem colocar restos de podas de árvores.

Já o ouvinte Ronaldo, residente no bairro do Belo Horizonte, culpou a população, e alguns carroceiros pelo destino irregular das podas.

O Segundo Tenente do Corpo de Bombeiros de Patos, Olavo Aurélio, que estava presente nos estúdios, opinou, e lembrou que a prática de queimada é tipificada como crime, podendo até gerar anos de reclusão.   

Veja o vídeo abaixo escutando a partipação dos debatedores:

 

 

 

Patosonline.com 

 

Comentários

© 2011 - 2019. Radio Espinharas - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: