NO AR
Polícia

Presidente da ASPOL PB aponta assédio moral e perseguição sofrida por policial que cometeu suicídio, como fator da morte. VEJA O VÍDEO

12/03/2019 às 16:03

Em entrevista na concedida por telefone ao repórter da Rádio Espinharas de Patos, Higo de Figueirêdo na manhã desta terça-feira, 12 de março, a presidente da Associação dos Policiais Civis da Paraíba - ASPOL, Suana Melo, culpou o que classificou de assédio moral, e perseguição, como fatores que desencadearam a morte, através de suicídio, do policial João Roberto, fato registrado nesta segunda-feira (12).

João Roberto tirou a sua própria vida com a arma que utilizava para trabalhar. O ponto polêmico do fatídico foi que, antes de atentar contra sua própria vida, o agente gravou um vídeo que já viralizou em várias redes sociais, onde o mesmo faz um relato completo de como estava sua situação de saúde e aponta algumas falhas graves no tocante ao ofício do policial civil na Paraíba.

Durante seu relato de mais ou menos 13 minutos, João Roberto detalha os problemas enfrentados por todos os agentes da Polícia Civil da Paraíba, inclusive destacando que além da falta de estrutura e equipamentos adequados, ainda passam por humilhações e perseguições, já que ele mesmo afirma que foi vítima, chegando a desenvolver problemas de saúde devido à pressão exercida por alguns superiores.

Ele chegou a citar nomes de alguns superiores, classificando-os como pessoas que se aproveitam da função para complicar o trabalho de alguns agentes. O que chamou mais a atenção é que ele é enfático em dizer que todos os agentes da Polícia Civil da Paraíba sabem e vivenciam a precariedade da instituição, mas que poucos têm coragem de cobrar algo em prol de melhorias de trabalho e também de salário, enfatizando que é um dos piores do Brasil.

Escute a entrevista reproduzida no jornal radiofônico Espinharas Notícias desta terça-feira, 12 de março de 2019.

 

Patosonline.com

Áudio: Higo de Figueirêdo - Rádio Espinharas

 

Comentários

© 2011 - 2019. Radio Espinharas - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: