NO AR
Evangelização

Setor Pastoral da Igreja Católica pontua importância do tema da CF 2019 na Câmara Municipal de Patos

04/04/2019 às 14:04

O tema da Campanha da Fraternidade 2019, “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça”. (Is 1,27), foi motivo de audiência pública na noite desta quarta-feira, 04, na Câmara Municipal de Patos, em sugestão do vereador Toinho Nascimento (PSDB).

Na ocasião, vereadores, representantes da Igreja Católica, Movimentos de Pastorais, Secretários Municipais e população puderam esclarecer as prioridades da população mais carente do município.

Toinho Nascimento afirmou que política pública é sempre debatida em todos os setores da sociedade e, por isso, é sempre atual. “Um dos temas que mais é comentado, que mais é vivido em todas as áreas da sociedade é a questão de políticas públicas e, nessa noite, trouxemos o tema da Campanha da Fraternidade 2019 da Igreja Católica e Igrejas Co-irmãs para essa noite debatermos com a sociedade e autoridades sobre políticas públicas”, disse.

Já o Padre Daniel Leite, eu representou o Bispo diocesano, Dom Eraldo Bispo da Silva, destacou a relevância da audiência.

“É um tema tão relevante, tão pertinente porque, é um tema abraçado pela Igreja Católica neste ano de 2019, mas que deve envolver toda a participação da população, até porque a proposta da Campanha da Fraternidade que trata sobre políticas públicas é fazer com que o povo, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, participe e lute por políticas públicas”, afirmou.

O sacerdote ainda disse que a população deve colaborar com o tema participando dos mecanismos a exemplo de fóruns de debate, audiências públicas, Conselhos Paritários de Direito ou participação ativa na vida política partidária com cargo eletivo.

A Ação Diocesana de Patos (ASDP) esteve no debate representada por Irenaldo Pereira, do Setor pastoral da diocese. Ele parabenizou a ação da Câmara Municipal de Patos, uma vez que é através da política pública que se alcançam melhorias para a sociedade.

“Acima de tudo, acho que provocar a própria sociedade para a importância de participar de eventos como esse, porque a política não é simplesmente você escolher as pessoas, os vereadores, prefeitos, cargos eletivos, mas acima de tudo, participar. Então, o estado democrático de direito ele acontece quando, de fato, a sociedade civil participa através das organizações”, disse.

Irenaldo ainda informou que a Igreja, por meio do tema, não traz algo novo, mas, coloca em pauta algo que ela já realiza das pastorais sociais, como Pastoral da Criança, Pastoral do Menor, da Pessoa Idosa. 

“Toda ação da Igreja é uma ação que leva ao protagonismo das pessoas para que assim e, a partir desse trabalho, culmine com a política pública, porque somente assim é que o trabalho não cai no assistencialismo”, pontuou o representante da ASDP.

Já a Secretária de Assistência Social da Prefeitura de Patos, Edjane Araújo, esclareceu, durante a audiência pública, os programas e serviços que a secretaria tem efetuado nas comunidades que possuem situação de risco. Segundo ela, o Bolsa Família atende mais de 16 mil beneficiados; funcionamento dos CRAS, funcionamento do PETI, acesso ao trabalho, programa Criança Feliz.

“Ainda diante de um período de crise que o SUAS está passando o município de Patos está um passo a frente. Inclusive dentro desse rall de garantias de direitos fundamentais de políticas públicas, a cidade de Patos está valorizando toda a participação social dessas entidades não-governamentais, muitas delas aqui representadas, dentro dos Conselhos vinculados à secretaria municipal de assistência social”, afirmou a Secretária.

Como todas as audiências públicas realizadas na Câmara Municipal de Patos, um relatório será confeccionado e entregue ao prefeito e órgãos competentes para articulação de soluções.

 

Ascom CMP

 

Comentários

© 2011 - 2019. Radio Espinharas - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: