NO AR
Gerais

Mãe se desespera ao ver filho se mutilar e comer as próprias fezes em Patos

08/10/2019 às 18:10

A senhora Raimunda Ferreira da Silva, 69 anos, chora diante da impotência de dar os devidos cuidados médicos e psiquiátricos aos filhos. A idosa mora com seu esposo, José Emídio da Silva, 64 anos, na Rua Joana Justina da Silva, Bairro Monte Castelo, em Patos. A casa já é a 9ª alugada pela família que enfrenta dificuldades diante dos três filhos com transtornos mentais.

Um dos filhos do casal de idosos é José Silvani. Ele se encontra internado na Clínica Dr. Maia, em Campina Grande. José Silvani está em tratamento psiquiátrico e foi internado após crises fortes. O outro filho é Sanyeli Ferreira, que diante de inúmeros ataques de epilepsia perdeu capacidade cognitiva e tem limitações de raciocínio. O caso mais grave é de Sérgio Ferreira, 40 anos. Sérgio se mutila, come as próprias fezes e por vezes agrediu a própria mãe e provocou depredação em imóveis e veículos.

Dona Raimunda carrega no corpo as cicatrizes deixadas por agressões nos momentos de crises severas de Sérgio. A idosa vem encontrando forças para não cair em desespero. Nesta segunda-feira, dia 07, Sérgio teve uma de suas crises e se mutilou, arremessou pedras que atingiram a moto de um trabalhador e depois ficou dentro de casa ensanguentado.

Alexandra Ferreira, filha do casal de idosos e que vem lutando pela saúde dos irmãos, mostrou um encaminhamento médico assinado pelo médico psiquiatra Dr. Stefan Yohansson Gonçalves. No trecho da prescrição, o médico descreve que Sérgio “coloca em risco a sua integridade física”. O próprio Centro de Atenção Psicossocial II (CAPS II) já encaminhou a internação, porém, se aguarda o despacho judicial que está no Fórum Miguel Sátiro, em Patos.

“Peço até pelo amor de Deus que o juiz faça logo esse despacho. Meu irmão está cada vez mais colocando em risco a vida dele e das demais pessoas. Minha mãe e meu pai está em desespero! Eles são idosos e não encontram mais forças para lidar com isso. Eu também não sei mais o que fazer. Vou na justiça, busco resolver as coisas, mas não depende de mim. Sérgio come as próprias fezes nas crises mais agudas. Ele se corta e joga pedras. Amassou o tanque da moto de um vizinho…é triste isso…”, relatou Alexandra.

Jozivan Antero – Patosonline.com

Comentários

© 2011 - 2019. Radio Espinharas - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: